Selo 30 anos
Fone: (11) 3285-4422  

Pergunte para o Dr

Receba resposta de suas dúvidas. Se preferir, deixe na mensagem seu telefone para um contato mais rápido.


Calculos Renais

Em torno de 15% da população tem ou terá cálculos urinários, sendo a incidência maior nos homens, mas a diferença está diminuindo chegando a 1,5 vezes maior nos homens, muito provavelmente devido aos hábitos alimentares e atividades.

No Verão as incidências de cálculos renais aumentam em torno de 30%, devido a perdas de água principalmente pela transpiração, a urina fica mais concentrada aumentando o risco de formação dos cálculos renais.

Os cuidados preventivos incluem a maior ingestão de água com frutas cítricas e verduras.

Pelo menos 2 litros de água ao dia (30ml/kg), com a urina clara, mas, lembrando que a cor da urina depende da concentração e tipo de alimentos ingeridos.

Com a desidratação, a urina fica mais concentrada e os cristais podem formar o cálculo, que com o tempo vai aumentando de tamanho.

Deve-se diminuir a ingestão de sal, carnes vermelhas, frutos do mar, amendoim, castanha e frituras.

Composição: 90 % são de oxalato de cálcio, 10% do ácido úrico, sendo comum as infecções bacterianas 80 a 90% dos cálculos são eliminados espontaneamente, pela urina, podendo levar semanas a meses.

O diagnóstico e feito pelas dores em cólicas na região lombar, que podem ser continuas ou periódicas, ocorre pela quando os cálculos obstruem a passagem da urina, e os rins contraem, causando as cólicas, náuseas e vômitos, sangue na urina.

Exames de Ultrassom localizam o cálculo, e os análises de sangue e urina podem diagnosticar a origem da formação do cálculo e ter tratamento adequado.

Os tratamentos variam de acordo com o tamanho e localização dos cálculos.

Cálculos com tamanho até 0,5 cm normalmente são eliminados espontaneamente.

Os cálculos maiores de 1,5 cm podem não ser eliminados.

Os tratamentos visam a retirada do cálculo, que podem ser cirúrgicos, litotripsia e através de cateteres ou cirurgias percutâneas, com laser.

A Litotripsia, são ondas de choque, que quebram o cálculo que podem ser eliminados pela urina.

Fatores de risco, a obesidade e antecedentes familiares de calculose.

Prevenção, ingestão de líquidos (mais de 2 litros ao dia) principalmente no verão e em climas secos.

Infecções nas vias urinárias e outra causa de formação de cálculos, que aumentam com a humidade provocada pelos suores e roupas molhadas, mais comuns no verão.

A higiene íntima é muito importante tanto para as mulheres como aos homens, com banho e sabonetes que não irritem.

Formação dos cálculos:

Principal causa são as alterações metabólicas, obesidade, hábitos de vida, resistência insulina e alimentação.

Oxalato de cálcio, contém em carnes, leite e derivados.

Os vários chás, acabam ajudando principalmente pela ingestão do líquido.

A reincidência é alta, 80 a 90%.

Tema: cálculos renais

Praça Oswaldo Cruz, 124 - cj 106, Cep: 04004-070 - São Paulo - SP | Fone: (11) 3285-4422 | Whatsapp: (11) 93003-7681